Novela Derley acaba com final feliz para o Náutico

12-01-2011 00:47

Também com proposta do Sport, volante decide acertar com o Timbu até o final da Série B do Brasileiro

Aldo Carneiro

O personagem da mais recente história do futebol pernambucano chama-se Vanderley de Jesus Souza. Derley, volante, 24 anos, natural de Anápolis, Goiás, foi mais um atleta disputado duramente pelas diretorias do Náutico, onde ele já jogou, e do Sport. Uma deseja preservar a exclusividade do hexa, e a outra deseja conquistá-lo.

Pouco antes das 22h desta segunda-feira (11), o jogador bateu o martelo. Vai voltar para a antiga casa, os Aflitos.

Derley começou a jogar profissionalmente aos 18 anos, na Associação Atlética Luziânia, da cidade de Luziânia-GO, onde mora a família do jogador. Bom marcador e capaz de sair com a bola como 'homem-surpresa' no meio-campo, Derley despertou a atenção do Internacional.

Chegou ao Inter aos 21 anos, em 2007, para atuar no Inter B. No ano seguinte, subiu para o time principal. Estreou em campeonatos brasileiros em 2008, contra o Vasco. No mesmo ano, Derley foi emprestado ao Náutico, onde atraiu admiração da torcida. O volante passou 1 ano e 8 meses no clube. Boa passagem que fez com que o Inter pedisse o retorno do atleta, em maio de 2010. Derley atuou 14 vezes no Campeonato Brasileiro e também jogou o Mundial de Clubes, nos Emirados Árabes, onde o Inter conquistou o 3° lugar.

A disputa entre os rivais do Recife deixou Derley orgulhoso. De Porto Alegre, ele conversou com o pe360graus. Derley contou que a escolha foi difícil. “Tenho identificação com o futebol pernambucano e principalmente com o Náutico. O que pesou na escolha foi a identificação, a história que construi no clube e o carinho da torcida”, disse o jogador.

O empréstimo de Derley vai até o fim da Série B. Os direitos federativos do jogador pertencem ao Internacional até 2013.